Fórmula Química

Cuidados com o Fachete

Por: Marcus Schmidt em 31.10.2014

     

      Os fachetes são componentes destinados a forrar sapatos de salto, com a finalidade de produzir o aspecto visual dos antigos saltos fabricados por sobreposição de laminas de couro. Originalmente, os saltos de sapato eram fabricados por empilhamento e colagem de couro sola curtido ao tanino, e assim, quanto mais solas eram sobrepostas. Devido ao custo elevando e ao peso excessivo, os saltos começaram a ser fabricados em materiais termoplásticos, ocos internamente e forrados por fora com uma fina camada composta por tiras sobrepostas de couro. Este forro passou a se chamar fachete ou capa de salto (Heel Cover).


           Atualmente, os fachetes são fabricados pela sobreposição de laminas de couro sola grupon curtido ao tanino ou couro recuperado entre si com adesivos à base de policloropreno. Este conjunto de laminas sobrepostas e coladas (chamado vulgarmente de “pastel”) é posteriormente fatiado perpendicularmente com o auxilio de uma guilhotina, produzindo os fachetes.

           O endurecimentos das fibras é obtido com produtos químicos denominados vulgarmente de encapeador e endurecedor. Existem varias formulações de encapeadores no mercado, as quais tem propriedades diferentes.

           Encapeadores acrílicos: São formulados com resinas acrílicas termoplásticas dispersas em água, e tem o aspecto leitoso branco com cheiro característico. Estes produtos resultam num bom endurecimento das fibras mas, em acabamentos naturais e coloridos claros, facilmente temos a formação de manchas escuras permanentes durante o processo de lixação.

           Encapeadores à base de gelatina ou cola animal: Estes produtos são fabricados com gelatina de origem animal bruta dissolvida em meio aquoso.

           Apesar destes produtos gerarem um bom endurecimento das fibras do couro e propiciarem uma boa fixação, as gelatinas, graças à sua alta higroscopicidade (avidez por absorção de água) produzem problemas de retração excessiva do couro em dias secos e absorção de umidade e inchamento em dias úmidos. Devido a esta facilidade de ganho e perda de água, surgem os problemas de frestas, e, as famosas rachaduras esbranquiçadas denominadas popularmente de “pé de galinha”.

           Estes produtos costumam gelatinar no inverno devido ao frio, sendo necessário aquecê-los em banho maria para poder aplicar.

          As gelatinas são obtidas a partir do colágeno (matéria-prima básica constituinte do couro) por processo de digestão alcalina ou acida com posterior neutralização. Devido a isto, podemos ter a presença de sais solúveis presentes nas soluções, o que pode provocar o surgimento de eflorescências salinas (aspecto esbranquiçados) nos saltos acabados.

           Encapeadores à base de caseína: Estes produtos são derivados da proteína do leite sendo os mais indicados como encapeadores de fachetes.

           Sua indicação se deve ao fato de serem compatíveis com o couro, não ser termoplástico, endurecer as fibras do couro, não conter sais e não alterar o couro.

           Aplicação do encapeador: Deve ser aplicado com esponjas ou bonecas de pano uniformemente sobre o fachete já colado sobre o salto.

           Após a aplicação do encapeador, aguardar de três a cinco minutos e então proceder a lixação. O fachete não deve secar para ser lixado, pois a umidade no couro é limitador de aquecimento do couro e impede a formação de manchas escuras.

           Deverão ser usadas várias lixas, iniciando com a de grão mais grosso e terminando a operação de lixação com a de grão mais fino.

           Em cada lixa, o encapeador devera ser aplicado novamente para garantir um endurecimento suficiente das fibras e um teor de umidade adequado.

           Como colar os fachetes no salto plástico: Os saltos plásticos são normalmente fabricados em poliestireno, e os adesivos recomendados, que melhores resultados produzem, são os adesivos chamados de “TR”.

           Estes adesivos são à base de policloropreno e possuem, na sua composição, resinas especificas para a colagem de solas fabricadas com borracha termoplástica.

           Como preparar os fachetes para o acabamento: Os fachetes, uma vez colados com os adesivos secos e curados, podem começar a ser trabalhados.

           Lixação: O fachete deve ser lixado na lixa boneca para que se obtenha lisura e futuro brilho com os produtos de acabamento.

           Para que a lixa possa nivelar e alisar a superfície, é necessário que as fibras estejam armadas e duras. Caso contrário, as mesmas não serão cortadas pelos grãos cortantes das lixas e, consequentemente, não obteremos a lisura necessária.

 

TIPOS DE ACABAMENTO

           Acabamento Natural: É importante que o couro utilizado para a fabricação do fachete tenha cor uniforme para que a cor entre as diferentes tiras fique igual após o acabamento.

           Poderão ser aplicadas ceras líquidas ou cremes, naturais ou matizadas com diferentes anilinas. Estes produtos, uma vez secos, poderão ser polidos com escovas de feltro, escovas de cabelo e, por último, escova de pano macio na qual tenha sido aplicada cera solida em bastão do tipo polietileno. Importante: Tomar cuidado com rotações muito altas nas escovas devido ao possível surgimento de queima excessiva e manchas.

           Acabamento Preto: As tintas indicadas para serem aplicadas nos fachetes deverão ser formuladas de tal maneira que tenham resistência à fricção úmida depois de secas. Significa que, se friccionarmos um pano de algodão molhado em água destilada, não poderá ter manchamento algum.

           As tintas ou produtos de acabamento que alcançam esta resistência são formuladas à base de solventes anilinas especiais.

           Estas tintas são aplicadas com esponjas e, após quase secas, são polidas com escovas de feltro em rotação media. Nas escovas costuma-se aplicar cera de carnaúba na cor.

           As ceras em barra, todas, deverão ser duras e não mistas com ceras macias, caso contrário, nos processos de fricção com pano, poderão surgir manchas.

           Por último, para garantir a permanência do brilho obtido, se recomenda escovar o salto com uma escova de pano macia e cera de polietileno (polix).

 

PROBLEMAS DE QUALIDADE COM OS FACHETES

           Florescência salina (manchas brancas): Isto ocorre quando o couro sola usado para a fabricação de fachetes possuía na sua composição sais solúveis com teor acima dos limites permitidos. Para este problema não existe solução no sapato pronto.

           Encolhimento: Poderão ocorrer encolhimentos devidos as temperaturas muito elevadas nos processos de secagem ou de reativação nos processos de colagem. Os encolhimentos também poderão ocorrer devido à insuficiência de curtentes no couro sob influência de calor normal.

           Umedecimento do fachete: Este fato ocorre devido à presença de substancias higroscópicas no couro ou nos produtos de acabamento. Para solucionar, trocar os produtos de acabamento e se o problema persistir, trocar o fachete (fornecedor ou tipo).

           Rachaduras esbranquiçadas: Ocorrem devido ao uso de encapeadores inadequados e ao uso de ceras sólidas sobre o fachete ainda úmidos. Neste caso, trocar o encapeador e aplicar as ceras em bastão sempre depois do acabamento completamente secos.

           Descolagem dos fachetes do salto: Este fato ocorre frequentemente com os fachetes fabricados com couro recuperado devido a uma grande quantidade de óleo plastificante disponível na superfície do couro. Considera-se que o adesivo em uso não tenha problemas de qualidade e seja do tipo adequado. Para corrigir este fato costuma-se colar um tecido nonwoven muito fino, pelo lado de trás do fachete, usando um PU (colagem úmida). Após seca esta colagem, este conjunto é colado sobre o salto usando-se adesivos tipo “TR”.

           Descolagem das tiras que compõem o fachete: Pode ocorrer devido a um adesivo não adequado usado para fabricar o fachete ou devido ao carnal muito felpudo no couro usado. Para corrigi, solicitar para o fabricante do fachete que use um adesivo de maior resistência.

           Manchas acinzentadas nos fachetes com acabamento claro: Estas manchas são normalmente provocadas pelo manuseio com mãos contaminadas com ferro (das ferramentas), associadas a um suor excessivo das mãos.

           Para corrigir, o fachete deverá ser tratado com soluções de limpeza para ferro (não pode ser ácido oxálico).

Comentarios

  • Luciana em 05.12.2012 diz:

    Olá, boa tarde! Podem me mandar uam foto do fachete? estou com dúvidas sobre o mesmo... Grata.

  • luiz fernando p santiago em 10.10.2014 diz:

    gostei muito das dicas e aprende bastante. mas queria saber mais sobre a fabricação dos fachete,qual adesivo nas laminas,tinta para colori se e so anilina.se poder mandar alguma informação ou fotos pelo mel E-mail ficarei grato. Muito obrigado pelas dicas!

Deixe seu comentário



Fórmula Química
 - Rua Três de Maio, 20
São Jorge - Novo Hamburgo - RS - CEP 93534-430 - Telefone: 51 3066.4148